Karatê Kid: Qualidades vs Saudosismo

Tinha muita gente com medo do novo “Karate Kid”. Medo de que o remake estragasse sua infância e o espírito oitentista. Bem, para mim, ao menos, não fui assistir ao filme com a intenção de ver um remake, mas um filme de Jackie Chan homenageando o clássico da “Sessão da Tarde”. E assim foi. E foi muito bom.

Ainda que eu quisesse que ele se chamasse Kung Fu Kid, o novo Karate Kid foi uma excelente maneira de trazer uma boa publicidade à produção. Ele trouxe um Jackie Chan, mostrando pela primeira vez que já é um senhor de idade, na pele do Sr. Han, no papel de mestre que outrora fora do eterno Sr. Miagi, Pat Morita. Jaden Smith impressionou e mostrou que a boa atuação é um legado da família Smith. Will deve ter ficado muito orgulhoso, pois o Daniel San de Ralph Macchio e Xiao Dre de Jaden, embora tão diferentes física e emocionalmente, eram iguais em profundidade e superação.

No começo, temos dezenas de referencias ao primeiro filme da série. Algumas cenas até ficaram  iguais, outra muito bem adaptadas. A cena da vingança de Dre ficou muito aquém da feita por Daniel, refletindo a imaturidade do garoto. Aliás, Daniel era um adolescente, enquanto Dre é um pré-adolescente, o que reflete o momento do cinema em ambas as épocas: hoje, a industria cinematográfica está mais voltada para o público infantil enquanto nos anos 80 as aventuras eram mais juvenis.

Jaden não fez feio nas cenas de luta, assim como nas de Drama, ele arrasou e mostrou de vez que poderá tornar-se um ator tão bom ou melhor do que Will Smith no futuro. O novo ensinamento lúdico de “tirar e pôr o casaco” foi muito bem bolado não perdendo em nada para o “encerar carro” e “pintar a cerca”. O resultado, tão espetacular quanto, pois a cena em que Han testa as habilidades de Dre foi perfeita.

A incursão da cena da montanha, com Dre aprendendo sobre o Chi e a posição de Mantis foi muito linda. Assim também foi a nova tragédia na vida do mestre e a saída de Dre para os problemas do amigo. No original, após o discípulo dizer que o mestre “É o melhor amigo que já teve”, Miagi solta um “Você não está nada mal também”, que ficou faltando para Mr. Han.

Dos coadjuvantes: Mei yin e Ali são praticamente idênticas e apesar de eu odiar Lady Gaga, devo admitir que ver a menina dançando Poker Face foi muito bom. A mãe continua uma boba alienada como sempre. Cheng não perde em nada para Johnny, ele sabe fazer um bully da melhor qualidade.

O novo mestre do mau fez Kreese parecer bonzinho e eu pedi muito pra que tivesse a icônica cena que aparece em Karatê Kid II e III onde o senhor Miagi derrota Kresse no estacionamento. Infelizmente não houve.

Por falar da parte musical, foi muito boa e eclética por sinal, tendo apenas a canção principal como dispensável (cantada pelo odioso Justin Bierber), indo desde música clássica até hard rock (Back in Black do AC/DC).

O empenho de Dre foi muito mais evidente do que o de Daniel e isso foi um ponto positivo da nova película. As lutas do torneio foram muito boas, com cada incursão marcial de Jaden sendo espetacular.  A cara de surpresa de Mr. Han com a posição de “Serpente Sagrada” foi ótima, assim como visualmente o ataque final. Pena que a nova geração não vai poder conseguir imitá-lo assim como a minha imitou o “Golpe da Garça”.

Leia também:

Tengen Toppa Gurren Lagann

Crônicas Dragonball Evolution: This is Dragonball!!!

Yu Yu Hakushô, o Anime Perfeito

Fullmetal Alchemist: Da alquimia ao sucesso

Perfil: Guilherme Briggs

Visite-nos no orkut.

15 Respostas

  1. concordo com tudo q ta escrito ai!!!

  2. ótima resenha, e também concordo com tudo, uma coisa a ser destacada também é a trilha instrumental de James Horner que ficou excelente!!!

  3. Realmente, devia ter destacado a trilha do Sr. Horner.

    Obrigado pelos elogios!

  4. Nossa!!! concordo com os comentis ai em cima muitoooo bom sim, maravilha ameiiii o filme atuaçoes nota 1000.

  5. Concordo contigo! Tb fui ao cinema esperando ver “um filme de Jackie Chan (adoooro!)” e não um remake de Karatê Kid. Fiquei muito satisfeita e orgulhosa com a atuação de Jackie, que me emocionou muito! Achei que ele e Jaden tiveram muita química, ficaram lindos como mestre e aprendiz!
    Gostaria de ver mais filmes em que Jackie pudesse explorar seu lado dramático!

  6. Uma porcaria de remake.
    O nome do filme é “Karatê Kid”por que o jack chan ensina kung fu.
    Se não é para seguir a essencia troca ao menos o nome do filme

  7. lindoo filme eu tbm fi8quei com receio de ver uma sessão “dor de barriga com crianças lutando”
    mas o resultado ficou excelente
    as lutas infantis ficaram muito bem boladas (uns cabos de suspensão básicos) mas ficou de mas vale apena

  8. Nos bastidores ja estavam deixando claro que fugiriam de um remake tentando ser identico ao original, porque é o tipo de coisa que decepciona e faz as pessoas sairem do cinema dizendo “o primeiro foi melhor”.Concordo com a resenha. Familia Smith mostrando ser muito capaz.

  9. assim, o que menos gostei foi a atuação do garoto, desde a parte dramatica que passa um ar de arrogancia e antipatia, a parte física, ainda em contrapartida com o otimo Cheng (podiam ter escolhido um garoto que lutasse pior para não haver o abismo na parte tecnica de pequeno smith e seu opressor), a cena final do campeonato tb me descepcionou, havia muitos elementos do arame fu, que impede o telespectador de se identificar com o momento de superacao do personagem, tomadas aceleradas e takes rapidos para disfarçar a falta de habilidade do jovem dre, tb acho que o personagem do chan ficou meio perdido, faltou uma melhor apresentacao da sua personalidade, sua motivação

  10. Na minha opinião, o Jackie Chan não ficou apagado nesse filme, muito pelo contrário, está foi sua melhor atuação dramática, e como Jet Li fez em Mestre da Armas, Chan mostrou que além de bom lutador é um ótimo ator.
    Sobre o Dre, bem discordo também, pois como disse no texto, nós vemos o trabalho duro que ele teve para aprender toda a filosofia do Kung Fu até mesmo mais do que Daniel fez no filme original. E as lutas foram muito bem coreografas, leve em conta também que eram crianças de 11-13 anos lutando.

  11. trabalho duro??? como praticante das duas artes marciais ja vi garotos de 11-13 anos treinando, e posso afirmar que jaden smith pelo visto treinou o suficiente apenas para cena de abertura do compasso, o filme usa uma filosofia de biscoito da sorte e em menção ao talento dramatico de jackie chan aparece na cena da destruição do carro, para mim a nivel cinematografico o roteiro deixou muito a desejar no desenvolvimento dos personagens, um exemplo eh a amizade instantanea que eh criada entre chan e o smith, estamos falando da china, pais altamento xenofobo, em que o personagem do chan humilha seu compatriota para defender um estrageiro, qual o link que podemos utilizar para justificar isso? nenhum
    o original pelo menos tinhamos um oriental solitario que estava longe da patria e praticamente invisivel para a sociedade americana, daniel laruso demonstra um interesse por ele, o japa retribui o defendendo de marginais que utilizavam sua honrada arte marcial de forma incorreta e decide treinar daniel para mostrar que o karate eh uma arte marcial que exige respeito pelo outros, utilizada para formaçao do carater e em que se deve reprimir o espirito de agressao, exatamente tudo que o mestre da cobra kai nao passava e que seus alunos deveriam aprender essa licao por meio do daniel san

  12. ahhh, empenho do dre maior que daniel san??
    dre passava algumas horinhas tirando casaco e colocando casaco, daniel san no filme passa todo tempo livre, leia 15hrs (horario que termina colegio nos EUA) e ia noite adentro na casa do sr myagi fazendo trabalhos manuais (por do sol entre 19:30 e 20:00hrs), treina ate a exaustao golpes ate acertar (ao contrario de dre que aprende seus golpes por osmose), chega a se machucar pelo excesso de treino, pows, tem ctz q vcs assistiram karate kid???

  13. Meu destaque vai para a cena da menina dançando Poker Face,tbm ñ ouço mto Gaga ñ… mas a cena fikou simplesmente surpreendente. Foi lindo ver o total constraste da musica e dança” A menina oriental dançando Lady Gaga” Rulez

    Fer.recoba@hotmail.com

  14. Pow Fudencio…Cala a boca ta? Estamos em 2010…
    heloooo!
    Vc pode conhecer o “voo da garça” Mas essa geração q vem por aí nao conhecerá! O filme fikou otimo! Bem “Atualizado”! Então para de resmungar e deixe a nova geração assistir ao “karate kid” de hj sem fikar imaginando q o 1º filme seria melhor! Ta dada a dica…

  15. Primeiro, respeito, eu sempre dou aos meus leitores e espero o mesmo de vocês.
    Segundo, como você mesma dissse helooooo!
    Estamos à beira da segunda década do terceiro milênio!!! A mesma pessoa que pode ler este artigo, pode baixar/comprar o original e comparar com o remake, não precisa ficar só imaginando.

    Atenciosamente,

    Herói X.

Com a palavra você está:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: