Street Fighter: Filmes profissionais VS Fanmade

Por: M. Barreto

Verdade seja dita, os filmes de games nunca se deram bem no cinema. E não digam que é por falta de roteiro dos jogos, porquê não é. Simplesmente, os produtores e críticos de cinema não vêem com bons olhos os vídeo games, não o vêem como uma arte. Sendo assim, poucos filmes baseados em games terão um tratamento tanto de roteiro quanto de direção adequados. Esperamos que com Prince Of Persia isto mude um pouco, ou quem sabe muito.
Street Fighter, um das melhores séries de games de luta de todos os tempos, sofreu duas vezes com Hollywood. Em Street Fighter: A Batalha Final de 1994, na qual Jean Claude Van Damme “interpreta” Willian F. Guile, um coadjuvante dos games que neste filme é o protagonista. Ele é o líder de um exército das nações unidas que tenta derrubar uma ditadura comandada pelo general M. Bison, brilhantemente interpretado por Raul Julia em uma versão mais louca do que maligna. Ryu e Ken, os protagonistas dos jogos, foram meros coadjuvantes. Chun-li, Honda, Balrog, Sagat, Vega, Dee Jay, Thunderhawk, Cammy e Zangief fizeram parte da película. Um nada-a-ver Dhalsin apareceu como um cientista. E Carlos “Charlie” Blanka também estava lá como o amigo a ser vingado, pois foi transformado em um supersoldado verde a mando de Bison. Ora, é um filme de Van Damme, ele tem que vingar alguém!!!
Fracasso. Contudo, como diz o ditado “quem não tem cão caça com gato” o SBT exibiu à exaustão e todos adoravam ver, pois não tínhamos muita referencia do que poderia ser um bom filme com nossos heróis. Mortal Kombat no ano seguinte mostrou ser muito superior ao seu concorrente.

Anos mais tarde, em 2009, um novo filme foi lançado, Street Fighter: The Legend Of Chun-li veio com um orçamento incrivelmente modesto e trouxe a bela Lana Lang Kristin Kreuk para o papel da nossa heroína coxuda preferida. Se no primeiro, havia pelo menos um esboço caricaturizado dos personagens e da história dos games, neste o roteirista se desvia completamente. Definitivamente, teria sido um filme bem aceito desde que o titulo fosse “A lenda da colegial vingadora” (Colegial era como Bison se referia a Chun-li nessa película). Aparentemente, devido a um projeto da Imagem Filmes, uma produtora independente que no período de greve de roteiristas deve ter pegado um antigo, alterado o titulo, colocado os vilões com características de Vega e Balrog (que aliás são tudo o que se salva nesse filme), colocado o nome da protagonista de Chun Li, do vilão de Bison (sem nem ao menos vesti-lo a caráter) e pegar um ator semi-conhecido para ser Gen (idem ao Bison). Pronto, está feito o pior filme de 2009. Diziam que seria o primeiro de três filme e que nos próximos apareceriam Ryu e Ken, mas… Spoiler… Chun Li mata Bison no final, então contra quem eles iriam lutar???

Agora, fã é uma raça criativa. Já vi grandes perolas feitas por fãs, trailers que me surpreenderam infinitamente. Todavia, este me chamou a atenção mais do que a maioria. Estou falando de Street Fighter: Legacy. Este é um projeto fanmade feito pelo ator e diretor Joey Ansah (Ultimato Bourne) que mostra um Ryu em conflito interno lutando contra seu melhor amigo Ken em numa clareira de floresta. Ryu e Ken estão magnificamente caracterizados, tanto em uniformes, quando no gestuário.

Isso sim é Street Fighter!!! Aprenda Holywood!!!

Detalhes:
Apenas golpes utilizados pelos lutadores nos games são usados.
Quem aparece como Akuma no inicio do filme é o próprio Joey.
Essa é uma cena que lembra muito o final da abertura de SF: Alpha 2.

Visite-nos no orkut.

11 Respostas

  1. melhor adaptação do street fighter q eu já vi

    muito bom mesmo

  2. APRENDE HOLYWOOD!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Muito bom o post cara, não tinha visto ainda este video.
    Quem sabe a 7ª arte (e não Hlywood) tenha uma chance agora no mundo dos games né?

  3. INCRÍVEL! APRENDA HOLLYWOOD! SENSACIONAL! Mas o hadouken tava demorado demais pô!

  4. Prezado Sr(a)

    Gostaria que entrasse em contato comigo por email a respeito de uma proposta de patrocínio para seu blog.
    brito@oficinadosbits.com.br

    Antecipadamente agradeço pela atenção

    Brito
    Agente de Relacionamento
    Rede Bits Caverna

  5. o q eu vi muita gente reclamando nesse Street Fighter: Legacy foi os kras serem ”magrelos” mas o q ta errado é no jogo , nunca q alguem q domina e pratica as artes marciais consegue ficar gigante e com mobilidade pra dar golpes como voadoras.

  6. Concordo Marc, colocar um Arnold SwazRy vs um Dwane JohnKen seria meio dificil na hora dos golpes mais rápidos e de salto. Mas pra mim, os dois combinaram perfeitamente com os personagens.

    Obrigado, Silvio. Tem muita gente que acha que já é old, mas pra mim é sempre válido mostrar para um publico maior.

    A única coisa que eu tenho contra o vídeo é que ele tinha que terminar com um encontro de Hadoukens como acontecia na abertura do SF: Alpha 2.

  7. é verdad, isso sim eh filme de game com qalidad

  8. Jon Foo detona sempre!

  9. […] Por: M. Barreto Verdade seja dita, os filmes de games nunca se deram bem no cinema. E não digam que é por falta de roteiro dos jogos, porquê não é. Simplesmente, os produtores e críticos de cinema não vêem com bons olhos os vídeo […] View full post on WordPress.com Top Posts […]

  10. […] This post was mentioned on Twitter by M. Barreto, Rodrigo Mesquita. Rodrigo Mesquita said: isso seria otimo: https://heroisx.wordpress.com/2010/05/29/street-fighter-filmes-profissionais-vs-legacy/ […]

  11. […] Veja também a luta de Ryu x Ken em live action!! […]

Com a palavra você está:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: